10 ditados populares que você provavelmente fala errado

Fonte: Reprodução

Utilizados por milhões de pessoas, os famosos ditados populares que estão na boca do povo, muitas vezes foram ensinados de forma errada, fazendo com que os mesmos erros fossem repassados a diversas gerações.

Mania entre grande parte dos brasileiros, os ditos ou ditados populares, são quase sempre expressados de forma totalmente errada. Mal compreendido por parte de quem ouve e repassado de forma equivocada por quem fala, criou-se uma cultura de modificação nas frases prontas habitualmente utilizadas pelo povo.

10 ditados populares que você provavelmente diz errado

1- “Quem não tem cão, caça com gato”

Fonte: Reprodução

A expressão correta é: “Quem não tem cão, caça como gato”, ou seja, vai à caça sozinho, sem um companheiro.

2- “Batatinha quando nasce, se esparrama pelo chão”

Fonte: Reprodução

A forma correta de pronunciar o ditado é: “Batatinha quando nasce, espalha rama pelo chão”, que significa fazer um rastro até sua raiz.

3- “Cor de burro quando foge”

Fonte: Reprodução

Enquanto muitos utilizam a expressão para se referir a uma cor supostamente indefinida, o certo de se dizer é: “Corro de burro quando foge”, se referindo ao perigo que o animal traz quando sai desgovernado.

4- “Cuspido e escarrado”

Fonte: Reprodução

O ditado, que expressado desta forma torna o momento um tanto quanto indelicado e nojento, na verdade foi criado para ser utilizado da seguinte forma: “Esculpido em Carrara”, que é nada mais do que uma cidade italiana famosa por seus mármores e pedras próprias para serem transformadas em esculturas.

5- “São ossos do ofício”

Fonte: Reprodução

Utilizada geralmente para justificar algo relacionado ao trabalho ou a execução de alguma tarefa, na verdade quer dizer: “São ócios do ofício”, no caso a palavra ócio é sinônimo de descanso, folga, representando então algum momento de lazer.

6- “Quem tem boca vai à Roma”

Fonte: Reprodução

Esse está entre um dos mais repetidos de forma errada. Sua forma correta é: “Quem tem boca vaia Roma”, a expressão foi criada durante uma época de conflitos políticos e econômicos na capital da Itália.

7- “Hoje é domingo, pé de cachimbo”

Fonte: Reprodução

O jeito correto de se dizer é: “Hoje é domingo, pede cachimbo”, no sentido de ser um bom dia para tragar.

8- “Esse menino não para quieto, parece que tem bicho carpinteiro”

Fonte: Reprodução

Utilizado por adultos ao se depararem com crianças agitadas, a forma correta de utilizar o dito é: “Esse menino não para quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro.”

9- “Cada qual com seu cada qual”

Fonte: Reprodução

A utilização correta da expressão é: “Cada um com seu cada qual”. As pessoas geralmente não sabem como utilizá-la e acabam falando errado.

10- “Enfiou o pé na jaca”

Fonte: Reprodução

O jeito certo de falar o ditado é: “Enfiou o pé no jacá”. Jacá se trata de uma bacia feita pelos artesãos das antigas vendas, que as enchiam de frutas, legumes e verduras, e eram tidas como obstáculos para aqueles que bebiam e tentavam se locomover nas feiras livres das cidades.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here