5 coisas inusitadas que já foram enviadas pelos Correios

Fonte: Reprodução

Nem sempre os serviços de entrega carregam consigo cartas e presentes considerados “normais”. Muita das vezes, o transporte realizado por empresas como os Correios são responsáveis por enviar encomendas um tanto quanto inusitadas.

Presentes em todo o mundo há séculos, as empresas de transporte de correspondências e objetos são fundamentais. Responsáveis por entregar cartas, convites, boletos e objetos de um lado para o outro, essas empresas já transportam mais do que envelopes ou caixas contendo produtos tidos como comuns.

Caindo um pouco em desuso por conta da informatização e a agilidade no envio e recebimento dos e-mails, empresas como as agências dos Correios, que cobrem todo o território brasileiro, continuam sendo essenciais para aquelas pessoas que costumeiramente enviam objetos para diferentes lugares do país.

O ato de enviar presentes ou encomendas através de empresas transportadoras não é uma novidade, aliás, tal atitude já deu o que falar no passado, por conta de “encomendas” inusitadas que foram transportadas.

As encomendas mais estranhas transportadas através dos serviços de entrega

Neve

Fonte: Reprodução

Nos Estados Unidos, o Ship Snow Yo é um serviço que embala nada mais nada menos que neve e envia via FedEx Express para outros lugares do mundo. A neve colhida e enviada, geralmente é ​​proveniente dos estados de Vermont, Colorado e Massachusetts.

Aves

Fonte: Reprodução

Com base na seção 526.3 da política da USPS, o transporte de aves domésticas é permitido, desde que as mesmas não tenham mais de 24 horas de vida e sejam transportadas em uma caixa própria, que se parece com um viveiro.

Abelhas

Fonte: Reprodução

De acordo com a USPS, no artigo 526.21, é permitido o transporte de abelhas comuns e abelhas rainha. Para que as mesmas sejam enviadas de um lugar para o outro, elas precisam estar livres de doenças. Tidas como animais fundamentais para a flora, as abelhas rainha em caso de urgência podem ser enviadas até mesmo via transporte aéreo.

Crianças

Fonte: Reprodução

O envio de crianças já foi algo bastante comum e permitido no passado. Bastante adotado por pessoas que residiam em áreas rurais, o prática do envio de encomendas humanas entrou em vigor no ano de 1913 e tinha como regra transportar crianças de até 11 quilos.

Moradores de sítios e fazendas, adotavam com alegria este “método” de envio para que seus familiares de terras distantes pudessem conhecer e manter contato com sua prole, mantendo o vínculo fraterno entre pais, filhos e avós.

Cocô

Fonte: Reprodução

O serviço chamado PoopSenders tem como função enviar cocô de gorila, elefante ou de vaca para um destinatário de forma totalmente anônima. Não se sabe se as excreções são reais, mas o serviço é bastante solicitado e tem como valor mínimo de USS$ 16.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here