Advogado faz clientes desistirem do divórcio fazendo com que respondam a 4 perguntas

Visto como a melhor alternativa para muitos casais que já não suportam a convivência com seus respectivos parceiros, o divórcio, muitas vezes pode não ser a melhor saída.

Criado no intuito de separar legalmente, socialmente e de forma judicial duas pessoas que não compactuam dos mesmos desejos, ele nem sempre é a melhor alternativa para os casais que ainda se sentem em dúvida quanto ao passo que estão prestes a dar.

Fonte: Reprodução

Envolvendo advogados e ações judiciais para que o divórcio seja válido, uma separação além de envolver diretamente os familiares, principalmente os filhos, também envolve uma gama de profissionais.

Advogado reverte divórcio a partir de 4 perguntas simples

A fim de testar e comprovar verdadeiramente se seus clientes estão aptos a encarar o divórcio e uma vida longe dos respectivos pares, que um dia escolheram para dividirem sua vida e sonhos, o advogado, Rafael Gonçalves, que atende na cidade de São Sebastião do Paraíso, em Minas Gerais, elaborou quatro perguntas simples para fazer aos clientes que o procuram para tramitar seus processos de separação.

Fonte: Reprodução

A favor da família e a da união de duas pessoas que se amam e enfrentam momentos difíceis como todos, ele envia juntamente da lista de documentos para dar abertura no processo, quatro perguntinhas que devem ser respondidas pelo casal, antes do mesmo dar seguimento à ação jurídica.

Veja a listinha enviada pelo advogado mineiro aos clientes que o procuram em busca do divórcio.

Fonte: Reprodução

1- Eu fiz tudo o que pude para salvar o meu casamento?

A fim de fazer com que seus clientes em potencial reflitam sobre a vida a dois, o advogado lhes indaga sobre quais providências foram tomadas para que o desejo de se separarem triunfasse.

2- O divórcio é a melhor opção hoje?

Levando eles a pensarem antes da decisão, o rapaz questiona se a separação seria a melhor alternativa diante de tudo o que possuem em comum, como filhos e uma história.

3- Quem são as minhas maiores influências?

Ciente de que a convivência é responsável por muitas de nossas escolhas, bem como do que somos e gostamos, o profissional pede que uma reflexão com base em suas maiores influências seja feita.

4- Quantos momentos vocês superaram juntos e como se conheceram?

Visando com que os candidatos façam uma retrospectiva e lembrem de seus momentos de superação e de como eram quando se conheceram, Rafael induz eles a pensarem em tudo o que passaram ao lado da pessoa que “não querem mais”.

Advogado se torna “especialista em reatar casamentos”

Não conseguindo esconder seu profissionalismo, nem a alegria e satisfação de ver lares sendo reconstruídos, ele ressaltou a importância de momentos de reflexão e do diálogo aberto entre os casais.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *